Ferramentas para sites que você deve ter!

Postado em 19 de novembro de 2021 por Agência WEBI na categoria Blog

Tempo de Leitura:
Quantidade de palavras:

 

Você também pode ouvir este post através do player acima!

 

Para que o site da sua empresa seja mais do que apenas um cartão de visitas virtual, ele deve ter boa performance, oferecendo uma experiência positiva para cada usuário. Afinal, no contexto em que vivemos, é muito provável que o consumidor visite o site e avalie a presença virtual da empresa antes de fechar uma compra.

Logo, fica claro que, se o seu objetivo é causar uma boa primeira impressão, ter um bom site é indispensável. E, para garantir que ele realmente tenha todas as funções necessárias para melhorar a experiência do usuário, há algumas ferramentas para sites que devem ser utilizadas.

Entre essas ferramentas, há algumas que facilitam o atendimento ao cliente, enquanto outras servem para coletar e compilar dados de comportamento dos usuários — mostrando o quão eficientes as estratégias utilizadas estão sendo.

Para que você também possa melhorar ainda mais a performance do seu site, neste texto a WEBi indica algumas dessas ferramentas. Na sequência, além de explicar por que um site deve usar ferramentas externas, nós listamos algumas que você deve ter.

Acompanhe!

 

Por que um site deve usar ferramentas externas?

Ao desenvolver seu site no WordPress, você já está garantindo que ele terá performances acima da média. Além de ser o CMS mais utilizado do mundo, ele é altamente otimizado para SEO, permite que o site seja editado com certa facilidade, tem suporte 24 horas e proporciona alta segurança para seu domínio.

Contudo, mesmo com todas essas vantagens, você pode deixar seu endereço virtual ainda melhor. E é exatamente por este motivo que um site deve usar ferramentas externas — porque ele sempre pode ficar mais otimizado para os usuários.

E se você acha que uma boa presença digital — que pode ser aprimorada com o uso das ferramentas para sites — não é tão importante assim, basta olhar para os números.

Apenas em 2020, mais de 78 milhões de compras foram feitas pela internet. Além disso, a empresa de pesquisas NZN Intelligence revelou que cerca de 74% dos brasileiros preferem comprar online.

Percebe o que sua empresa está perdendo ao não apostar no digital — que inclui o site e as ferramentas?

 

5 ferramentas para sites que você deve ter

 

1. Google Analytics

Um dos pontos mais importantes para qualquer tipo de estratégia digital é a avaliação de resultados. Com ela, é possível descobrir o que está dando certo e deve continuar sendo feito e o que não está indo tão bem e deve ser alterado ou substituído.

E, no caso da performance do seu site, não há ferramenta que faça isso melhor que o Google Analytics, um dos serviços mais conhecidos da empresa responsável pelo maior buscador do mundo.

Com o Google Analytics, você consegue conferir dados como quantidade de acessos, páginas mais visitadas, divisão de público por geolocalização e até mesmo comportamento dos usuários. Juntas, essas informações podem ajudar a planejar os próximos passos tanto do site quanto da empresa como um todo.

 

2. JivoChat

Mais do que nunca, as pessoas têm pressa. Tudo é urgente, e o retorno para um contato deve ser imediato. Acontece que, muitas vezes, não é possível ser tão rápido quanto as expectativas dos consumidores exigem.

Você e sua equipe podem estar ocupados com outras funções, e contratar um time inteiro que fique 24 horas por dia disponível apenas para responder clientes que entram em contato pode acabar saindo muito caro, muitas vezes beirando o prejuízo.

É para solucionar esse tipo de problema que ferramentas como o JivoChat existem. Ele entrega algumas possibilidades, incluindo:

  • Comunicar-se com os usuários que acessam seu site em tempo real;
  • Iniciar um contato proativo com pessoas que passarem certo tempo na página;
  • Vinculá-lo a serviços de chatbot que prestam atendimento automático.

Tudo isso para garantir que a comunicação com seus clientes em potencial seja cada vez melhor, aumentando o número de vendas através do site.

 

3. SEMRush

Enquanto o Google Analytics oferece relatórios com informações a respeito do seu site, a SEMRush é uma ferramenta de SEO que mostra dados não apenas do site da sua empresa, como também dos seus concorrentes. 

Suas funcionalidades ainda permitem que você compare diretamente um site a outro, para que, assim, veja o que seus concorrentes estão fazendo certo — e, consequentemente, saiba o que você também precisa fazer para melhorar seus números.

Outro ponto extremamente positivo da SEMRush — que também é um de seus diferenciais — são as sugestões de SEO dadas pela plataforma. Junto com a análise, ela mostra quais palavras-chave podem ser utilizadas para melhorar o rankeamento do site nos principais buscadores.

 

4. RD Station

Quer criar landing pages profissionais, atrativas e que convertem no mesmo local em que elabora campanhas de e-mail para estreitar as relações com seus leads? A RD Station permite que você faça tudo isso, além de também disponibilizar dados referentes aos acessos do seu site.

A famosa ferramenta de marketing ajuda a atrair novos leads e gerir o relacionamento com os antigos — criando um ecossistema de contatos que, através da jornada pelo funil de vendas, podem começar como simples usuários e se transformarem em clientes assíduos e defensores da marca.

Além disso, a RD Station também tem integração com a maioria dos principais softwares de CRM do mercado, o que proporciona ainda mais organização e controle.

 

5. Yoast SEO

Para encerrar, trouxemos a mais simples das ferramentas para sites que você deve ter. Isso porque o Yoast SEO é um plugin do WordPress, podendo ser adicionado ao site com bastante facilidade e tendo uma versão gratuita com praticamente as mesmas funcionalidades da versão paga.

Ferramentas como a SEMRush ajudam a elaborar os próximos passos, mas são os plugins como o Yoast que avaliam as técnicas de SEO utilizadas em determinada página.

Basta que você insira a palavra-chave escolhida no plugin e ele mostra todos os dados de SEO disponíveis, incluindo quantidade de links e repetições da palavra-chave, por exemplo. Isso ajuda a visualizar, na prática, quais exigências de SEO estão sendo atendidas.

Caso alguma não esteja de acordo com as recomendações do Google para figurar entre as primeiras posições, o Yoast avisa — permitindo que você corrija o problema antes que a página vá para o ar.

 

E aí, o que achou das sugestões de ferramentas para sites que trouxemos neste texto? Saiba que, por aqui, nós utilizamos todas elas — tanto para o nosso site quanto para os de nossos clientes.

A utilização de implementos simples como esses podem fazer toda a diferença nos resultados do seu site, fazendo com que seu ambiente digital seja o mais atrativo possível para cada usuário que venha a conhecer sua empresa pela internet.

Caso tenha gostado deste texto e queira continuar recebendo nossas dicas, não se esqueça de seguir a WEBi no Facebook e no Instagram!