Sua empresa já está preparada para a Black Friday?

Postado em 17 de outubro de 2019 por Agência WEBI na categoria Blog

Tempo de Leitura:
Quantidade de palavras:

Estamos a pouco mais de um mês da Black Friday e as empresas precisam estar prontas para esta que é uma das principais datas comerciais do Brasil. Seu crescimento nos últimos anos foi tão expressivo que atualmente ela perde apenas para o Natal, inquestionavelmente aquele que é o maior feriado do país.

Para entrar logo nesse clima e ajudar você e sua empresa a entrarem nele também, nós preparamos um texto especial completamente dedicado à Black Friday. Abaixo você verá um breve histórico da data, sua importância comprovada por números ao longo dos anos e algumas dicas para se preparar para o evento.

Continue a leitura e confira!

 

Histórico da Black Friday

Muito se fala por aí sobre a origem desta data que é tida como o maior dia para o comércio do mundo inteiro. Diferentes versões e histórias surgiram com o passar do tempo, contudo só uma delas tem mais força, é mais aceita e pode ser facilmente encontrada em notícias e artigos pela internet.

De acordo com o relato, o termo “Black Friday”, inglês para “sexta-feira negra”, foi criado por policiais da cidade da Filadélfia, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, na década de 60. Eles usavam o nome para se referir à sexta-feira após o feriado de Ação de Graças, dia em que o trânsito na região ficava muito mais intenso que o normal.

Este tráfego elevado era consequência do feriado prolongado, o qual fazia com que muitas famílias americanas viajassem e passassem dias fora. Para se aproveitar do movimento e atrair aqueles que por ali passavam, os lojistas locais começaram a fazer muitas promoções e, a partir daí, a associação do nome com as ofertas foi algo que veio com naturalidade.

Após esses primeiros passos, foi questão de tempo para que o hábito de reduzir os preços nesta data se espalhasse por outras regiões do país e ganhasse notoriedade nacional. Com o advento da internet, o costume conquistou ainda mais adeptos e hoje é uma data mundial.

Exemplos da relevância da Black Friday ao redor do mundo podem ser vistos de diversas formas: no México ela ganhou um nome próprio, “El Buen Fin” (Bom Final de Semana) e no Brasil ela já está incluída no calendário comercial desde 2010.

 

A importância da Black Friday em números

Um dado que mostra como a Black Friday não para de ganhar relevância a cada ano é o crescimento dos números que ela obteve com o passar do tempo. Segundo divulgado pelo site Terra, acompanhe alguns dos principais anos do evento desde que ele começou a ser realizado aqui no Brasil:

 

  • 2010

No primeiro ano oficial de Black Friday no Brasil, o faturamento total não passou dos R$ 3 milhões.

 

  • 2011

Já no segundo ano, o faturamento teve um aumento muito significativo, chegando aos R$ 100 milhões e tendo um ticket médio de R$ 450,00 por compra.

 

  • 2015

Quatro anos depois, o ticket médio praticamente se manteve, não passando os R$ 500,00. O faturamento total, por outro lado, não foi abalado pela crise econômica do país e chegou ao surpreendente marco de R$ 1,5 bilhão.

 

  • 2016

Com números ainda em crescimento, em 2016 os comerciantes viram a média de compra do consumidor brasileiro chegar aos R$ 653,00 e o faturamento total bater R$ 1,9 bilhão.

 

  • 2017

Este ano foi marcado por um alcance histórico. Pela primeira vez na história, o faturamento total da Black Friday no Brasil ultrapassou o segundo bilhão, chegando a R$ 2,1 bilhões. É válido citar que este número foi alcançado mesmo com a redução do ticket médio para R$ 562,00, o que indica que, mesmo gastando menos, mais pessoas aproveitaram a data para comprar.

 

  • 2018

Já no ano passado a tendência de ainda mais crescimento se confirmou, com o valor total superando os R$ 2,5 bilhões. Para o ano de 2019, espera-se que a regra até o momento se mantenha e as empresas lucrem ainda mais com as promoções da época.

 

 

Os números citados acima, em conjunto com os resultados obtidos em anos anteriores, não passaram despercebidos pelos comerciantes brasileiros. Para aproveitar ainda mais a data, algumas lojas adotam, os cada vez mais comuns, Black Weekend e Black Week, sendo que empresas maiores chegam até a apostar em algo que chamam de Black Month, oferecendo um mês inteiro de ofertas.

 

5 dicas para preparar sua empresa para a Black Friday

 

1. Planeje com antecedência

Não é à toa que estamos trazendo este texto para você cerca de um mês e meio antes da Black Friday. Esse é o tempo mínimo de planejamento que você e sua empresa devem ter para elaborar planos de atuação eficientes e colocá-los em prática a tempo de conquistar e fidelizar clientes. Assim como estamos propondo também para nossos clientes que devem aproveitar a oportunidade comercial da data.

Através do planejamento antecipado você será capaz de avaliar estrategicamente os preços e as promoções aplicadas e todas as outras dicas em sequência.

 

2. Prepare sua equipe

Como você já sabe e observa cada vez mais com o passar dos anos, o volume de procura e de vendas tem um crescimento vertiginoso na última semana de novembro. Para dar conta de toda a demanda, é preciso ter uma equipe preparada e com a capacidade de lidar com a situação.

No caso dos e-commerces, local onde a Black Friday é mais tradicional, o recomendado é ter um atendimento muito bem estruturado e se certificar de que não haverá problemas com o site. Já para as lojas físicas, onde a data também tem ganhado força, tenha pessoal para receber os clientes sem a ocorrência de confusões.

 

3. Ofereça promoções de verdade

Sem dúvida alguma o que mais frustra os consumidores de todo o Brasil durante o período são as falsas promoções. E isso pode ocorrer de algumas formas diferentes, desde adoção de descontos não significativos até o famoso “pela metade do dobro”. Na posição de cliente, você sabe como isso é desagradável.

Portanto, se você quer agradar seus clientes, vender e não prejudicar sua imagem, nada de promoções que não são tão promocionais assim!

 

4. Divulgue!

De que adianta ter condições irresistíveis se o público não sabe disso? Você perderá tempo e energia pensando em produtos que podem ter preços diferenciados e acabará vendendo muito menos do que esperava quando começou a planejar.

A solução para isso? Divulgar. Divulgar muito! Qualquer que seja a plataforma na qual o seu público está, é indispensável que você esteja lá também para falar diretamente com ele e mostrar que a Black Friday da sua empresa está imperdível. 

 

5. Aproveite o pós-venda

Mais que uma época para vender mais, a Black Friday é uma ótima oportunidade para que sua empresa conquiste novos clientes. Afinal, se você ofereceu produtos de qualidade, com bons preços e uma experiência de compra satisfatória, por que seu consumidor não voltaria a comprar novamente?

É nesta última dica que o inbound marketing — através do relacionamento com o cliente e com a automação — mais se aproveita no período pós-Black Friday. Certifique-se de pegar uma forma de contato do seu consumidor ou interessado, relacione-se com ele e transforme seu público em um defensor da sua marca.

 

E com isso a WEBi pode te ajudar! Quando se trata de relacionamento com clientes através da entrega de conteúdo de valor, nós somos especialistas! Estamos há 20 anos no mercado e trabalhamos com foco na metodologia do inbound marketing para conquistar clientes para a sua empresa.

Se você quer entender um pouco melhor como a WEBi pode te ajudar, entre em contato e conheça nossos serviços!

E para receber mais conteúdos como este, siga nosso Facebook e Instagram!