Dia do Consumidor – a nova Black Friday

Postado em 15 de março de 2019 por Agência WEBI na categoria Blog

Tempo de Leitura:
Quantidade de palavras:

Você conhece o Dia do Consumidor? O evento, o qual vem ganhando força nos últimos anos, já é considerado por muitos a Black Friday do primeiro semestre do ano. Tendo como data oficial o dia 15 de março, ele é uma ótima oportunidade para o comércio alavancar as vendas em uma época que costuma ser fraca.

Mesmo sendo um evento recente, números revelados por diversas pesquisas mostram que o Dia do Consumidor possui um grande potencial de crescimento. Alguns desses números, inclusive, revelam que a data pode, nos próximos 2 ou 3 anos, ter a mesma ou até maior relevância para o comércio brasileiro que a própria Black Friday.

Sendo assim, é de suma importância conhecer a data e ter a consciência do quão influente ela pode ser para o comércio. Quer saber mais sobre o Dia do Consumidor? Então vem com a WEBi! No conteúdo abaixo, nós vamos te contar um pouco mais sobre a história e apresentar dados significativos a respeito do dia. Confira!

 

Dia do Consumidor – Um Histórico

Como já citamos, o Dia do Consumidor é uma data relativamente nova. Porém, apenas no Brasil. Enquanto por aqui ela possui seus 5 anos de existência, nos Estados Unidos o dia já está consolidado há vários anos. Criada em 1962 pelo então presidente americano John F. Kennedy, a data era, originalmente, apenas um dia para celebrar os consumidores.

Kennedy, quando instituiu a comemoração, também fez um icônico discurso no Congresso Americano. Nele, listou os quatro direitos do consumidor: ser ouvido, segurança, informação e escolha. A fala do presidente marcou o evento, o qual passou a ser chamado de Dia Internacional dos Direitos do Consumidor.

Aproveitando-se da pré-existência da data, o comércio brasileiro – mais especificamente o site de buscas e comparações de preços Buscapé – a adotou em 2014, porém como uma maneira de incentivar o consumo em uma época do ano que não possui nenhum evento especial.

 

Dia do Consumidor x Black Friday

Para te mostrar com mais clareza como o Dia do Consumidor tem tudo para ser a nova Black Friday, trouxemos algumas informações da maior autoridade do mundo em dados e pesquisas on-line: o Google.

Muitos consideram o ano de 2015 como decisivo para a consolidação da Black Friday no Brasil. Em 2014, apenas 27% dos brasileiros conheciam o evento. Naquele ano, porém, o varejo começou a adotar a data com mais força. E o resultado foi expressivo: no ano que se seguiu, o número subiu para 56%.

No caso do Dia do Consumidor, podemos observar, comparando os anos de 2018 e 2019, uma situação semelhante. Em pesquisa realizada no início do ano passado, apenas 30% dos consumidores entrevistados disseram conhecer a data. No entanto, quando o restante recebeu explicação sobre o que é a data, 81% afirmaram que pretendiam comprar no dia.

Tais dados, combinados ao crescente número de empresas apostando em campanhas e promoções para a data, mostram como 2019 e 2020 podem ser para o Dia do Consumidor o que 2015 foi para a Black Friday.

 

Dados sobre o Dia do Consumidor nos últimos anos

Com o crescimento do interesse pela data por parte dos consumidores, é natural que haja aumento no volume de procura. Além de a quantidade de pesquisas crescer a cada ano, elas também estão começando cada vez mais cedo. Enquanto nos anos de 2015 e 2016 o número de pesquisas não foi relevante antes da 6ª semana do ano, a 2ª semana de 2017 já teve dados expressivos.

Comparando o volume de buscas no Google nos anos de 2016 e 2017, fica ainda mais claro como a jornada foi gradual. De um ano para o outro, a procura por produtos on-line no dia cresceu em 23%. O termo “dia do consumidor” também viu um acréscimo: 9% a mais no volume de pesquisas.

Mais um dado interessante aqui é o da intenção de compra dos consumidores. Ainda que móveis, alimentos e produtos de limpeza também apareçam na lista, eles são superados com folga por TVs, roupas e calçados e, especialmente, celulares. Os smartphones, por serem produtos de maior valor, são os líderes de interesse.

 

Como aproveitar o Dia do Consumidor para vender

O principal objetivo de uma data como esta é claro: conseguir mais vendas. Para ajudar nessa missão, a WEBi trouxe duas dicas práticas para você colocar o seu comércio na frente. Veja:

 

 

  • Tenha cuidado com o que você promete

A maior reclamação dos consumidores neste tipo de evento, especialmente a Black Friday, e, futuramente, também o Dia do Consumidor, é a enganação das empresas. É comum de se ver promessas de grandes condições e uma entrega que não condiz com o que foi prometido.

Para evitar frustrar seus clientes e criar uma imagem negativa da marca, nunca prometa o que você não irá cumprir. Assim, além de ter uma maior chance de deixar o consumidor satisfeito, você ainda pode vender mais.

 

 

  • Faça promoções relevantes

Além de não quererem ser enganados, os clientes também não querem ver promoções que eles poderiam ver em qualquer outra época do ano. A dica aqui é oferecer descontos e outras condições nos principais produtos ou serviços oferecidos, aumentando o interesse.

Outra ação muito efetiva é de uso de brindes. Oferecer acessórios que complementem o produto principal, além de agradar o cliente, pode ajudar a concretizar a venda.

 

 

  • Trabalhe o pós-evento

Existe algo melhor que receber uma promoção quando não se espera? Apenas seguindo essa lógica, você pode fortalecer ainda mais a sua marca. Depois que o Dia do Consumidor passar, não perca a oportunidade de trabalhar a base conquistada.

Oferecer benefícios e criar ações específicas são ótimas maneiras de se relacionar com os seus leads e, consequentemente, aumentar a taxa de recompra.

 

 

Gostou do conteúdo que a WEBi trouxe para você hoje? Para continuar sabendo tudo sobre marketing digital, acompanhe as nossas redes sociais! Você pode nos encontrar no Facebook e no Instagram!