O LinkedIn é importante para minha empresa?

Postado em 11 de agosto de 2021 por Agência WEBI na categoria Blog

Tempo de Leitura:
Quantidade de palavras:

 

Você também pode ouvir este post através do player acima!

 

Se você acompanha o nosso blog, sabe que já falamos a respeito de redes sociais algumas vezes — especialmente sobre o Instagram e o TikTok, duas das maiores da atualidade. O motivo para falarmos tanto dessas redes é muito claro: elas são fundamentais para qualquer empresa que queira ter uma estratégia de marketing digital completa e eficiente.

No entanto, como você deve saber, elas estão longe de ser as únicas opções de redes sociais disponíveis. Outras alternativas que muitas empresas usam são o Facebook e o Twitter, que também se destacam por um alto número de usuários ativos.

Mas e quanto ao LinkedIn? Muitas vezes, ele é simplesmente esquecido por empresas; o que, como você verá neste texto, é um grande erro. O LinkedIn é importante para empresas de diferentes segmentos, podendo fazer a diferença na estratégia e aumentar consideravelmente o número de leads qualificados.

Na sequência, a WEBi explica por quê — e, para completar, ainda explica como utilizar a rede da melhor maneira possível. Para entender melhor, é só continuar a leitura!

 

Entendendo o LinkedIn

Antes de qualquer outra coisa, é importante falarmos sobre o LinkedIn com mais detalhes. Afinal, não são todos que o conhecem profundamente; pelo menos não da mesma forma que conhecemos outras redes sociais.

Lançado em 2003, o LinkedIn se diferencia das outras redes por ser direcionado aos negócios. Seu foco é o networking, e muitas pessoas a utilizam para procurar empregos e outros assuntos relacionados ao mundo corporativo.

No entanto, o fato de ser uma rede social empresarial faz com que ele também facilite negociações e o encontro de empresas pela plataforma. Afinal, elas estão lá para isso. Não à toa, o LinkedIn é importante especialmente para empresas B2B.

E a quantidade de usuários, ainda que não alcance os bilhões do Facebook, Instagram e TikTok, também é muito alta. De acordo com a própria plataforma, são mais de 700 milhões de pessoas — sendo que o Brasil é o terceiro país com mais usuários, por volta dos 30 milhões. É muita gente esperando para ser alcançada, não acha?

 

LinkedIn x Facebook e Instagram

Ok, você já entendeu melhor como o LinkedIn funciona e sabe qual é o foco da plataforma. Chega, então, o momento de compará-lo com as outras redes mais utilizadas em estratégias de marketing digital: o Facebook e o Instagram.

Isso porque existem dezenas de diferenças, indo além do foco, do público e da quantidade de usuários.

Uma delas diz respeito ao tipo de conteúdo. Enquanto os usuários do Facebook e principalmente do Instagram preferem postagens rápidas, o LinkedIn permite textos mais elaborados. Se este é o tipo de conteúdo da sua empresa, saiba que o público de lá estará mais aberto a consumi-lo.

Outra diferença que não podemos deixar de citar é a dos anúncios. Anunciar no LinkedIn é mais caro, porém a plataforma é muito assertiva. Com ela, a aquisição de leads qualificados é bem maior que em outros locais, onde muitos dos leads podem não ser tão bons assim.

 

Afinal de contas, o LinkedIn é importante para empresas? Por quê?

Sim, o LinkedIn é importante para empresas — especialmente para as B2B! Como já citamos, a rede é um ambiente corporativo. Se a sua empresa vende para outras empresas, tenha a certeza de que uma enorme parte do seu público poderá ser encontrada por lá.

E, além disso, outros dados reforçam a importância da plataforma.

Para começar, lá é um ambiente que muitos consideram confiável. Um estudo realizado pelo próprio LinkedIn mostrou que 3 em cada 4 usuários o consideram uma fonte confiável quando o assunto é indústrias e empresas. Outro dado revelado é que cerca de 60% dos usuários interagem com empresas quando estão interessados nos produtos delas.

Mas o mais revelador não é nenhum desses. Lembra que citamos que a assertividade do LinkedIn é a maior entre redes sociais? Isso acontece porque 41% dos seus usuários são proprietários ou executivos de empresas, enquanto 25% são responsáveis pelas decisões de negócios em sua empresa.

Na prática, isso significa que, em muitos casos, você estará tratando diretamente com os responsáveis por decisões de extrema importância. Ao aparecer (e aparecer falando as coisas certas), você estará falando exatamente com quem precisa ouvir.

 

Saiba como usá-lo da melhor maneira

Não restam dúvidas de que o LinkedIn é importante para a sua empresa, certo? Sendo assim, e considerando que você estará se comunicando com pessoas com alto poder de decisão, é fundamental adotar as melhores práticas para que sua empresa se destaque. Veja algumas dicas:

 

1. Crie a página da sua empresa

Em um formato bem similar ao do Facebook, a estrutura do LinkedIn conta com perfis e páginas — e o ideal para produzir conteúdo e fazer marketing para a sua empresa é usar uma página corporativa. Com ela, você pode disponibilizar todas as informações da empresa, se comunicar com o público e fazer anúncios.

Um ponto importante sobre a criação de página é personalizar a URL, para que ela tenha o nome da empresa. Caso contrário, o link será composto por letras e números aleatórios, dificultando que a página seja encontrada no Google.

 

2. Mantenha sua página sempre atualizada

Diferente de outras redes sociais, que disponibilizam um espaço muito pequeno para fazer uma descrição da empresa, o LinkedIn é bem completo neste sentido. Com uma grande quantidade de campos, ele permite que você fale tudo que as pessoas precisam saber sobre a sua empresa, sem que nenhuma dúvida fique para trás.

É importante que a sua company page tenha todos esses campos preenchidos e, ainda mais importante, atualizados. Assim, você garante que não estará passando nenhuma informação incorreta.

 

3. Produza conteúdo voltado para o LinkedIn

Como já citamos, o tipo de conteúdo do LinkedIn não é o mesmo do Instagram. Basta uma imagem e uma legenda de duas frases para fazer um ótimo post na rede social de fotos, com garantia de que os seguidores irão gostar e interagir.

No LinkedIn, o cenário muda completamente. As pessoas estão lá para receber um conteúdo mais denso, com informações de qualidade, originais e que tragam insights positivos para aplicação no mercado de trabalho.

 

4. Participe de grupos

Você sabia que o LinkedIn permite a criação de grupos? Ligando pessoas com interesse nos mesmo assuntos, eles funcionam como uma espécie de fórum, em que todos trocam informações a respeito deste assunto.

Ainda que o local não sirva para fazer vendas diretas, ele permite que a sua empresa se posicione como uma autoridade, aumentando a confiança por parte dos usuários e mostrando que você tem toda a credibilidade necessária.

Seja criando o próprio grupo ou entrando em outros já existentes, participar desses locais é uma ótima ideia para a sua empresa!

 

E aí, já sabia de tudo isso? Para quem veio “apenas” descobrir se o LinkedIn é importante, as informações que trouxemos são valiosas, não acha? Caso tenha gostado do texto e queira receber ainda mais conteúdo sobre marketing digital, siga a WEBi no Facebook e no Instagram!