Não são só as redes sociais: como a performance de sites influencia o marketing digital

Postado em 7 de junho de 2019 por Agência WEBI na categoria Blog

Tempo de Leitura:
Quantidade de palavras:

É fato que a esmagadora maioria dos usuários da internet não gosta de esperar muito pelo carregamento de páginas, especialmente quando o assunto são os dispositivos móveis. A urgência por informação que dita nossas rotinas exige que tudo seja rápido. Para lidar com isso e continuar atraindo e conquistando clientes, é indispensável que empresas invistam na performance de sites.

Infelizmente, no entanto, ainda existem muitas pessoas e empresas que não dão a devida atenção e não entendem a importância da performance de sites. Algumas delas, inclusive, nem têm o seu próprio endereço online. Para quem quer investir em marketing digital — o que já virou obrigação —, isso deveria ser uma prioridade.

Porém, ao invés disso, muitos confiam toda a sua “estratégia” à criação e gestão das redes sociais, esquecendo completamente o resto. E, mesmo tendo inquestionável relevância, essas mídias nunca serão capazes de entregar o mesmo resultado se atuarem sozinhas, isto é, sem o complemento de outras frentes do marketing digital.

A WEBi deixa claro, por outro lado, que sites não dispensam as redes sociais; muito pelo contrário. O grande segredo de uma estratégia de marketing digital bem sucedida é a união e a atuação em conjunto de todos os módulos que o compõem. Isso inclui além de sites bem feitos, otimizados e responsivos e as próprias redes sociais a produção de conteúdo relevante e o vídeo marketing, por exemplo.

 

Somente através de uma tática organizada e que alinhe todas as engrenagens é possível fazer o grande motor do marketing digital funcionar.

 

Mas, como o site da sua empresa é — potencialmente — um dos primeiros contatos que o cliente terá com o trabalho que ela oferece e executa, vamos à importância da performance dele! Entenda no restante do texto que a WEBi trouxe para você abaixo por que devemos nos importar com a performance de sites e como fazer com que ela melhore:

 

A importância de uma boa performance de sites

Como a WEBi já te contou lá em cima, a paciência dos usuários fica menor a cada dia. Para entender melhor como isso acontece, com números, acompanhe este dado: de acordo com pesquisa realizada pela empresa Compuware, grande parte dos usuários espera paciente o carregamento por até 2 segundos. Quando este tempo atinge os 3 segundos, cerca de 40% desistem e fecham o site.

Outro dado a respeito de performance que deve ser considerado: em 2006, o Google fez uma experiência com os resultados das pesquisas mostrados pela plataforma. Ao invés dos anteriormente exibidos 10 resultados por página, a empresa resolveu mostrar 30. Quando avaliações do experimento foram feitas, entretanto, o que foi observado uma queda de 20% no tráfego do site. A justificativa? A página com 30 resultados demorava meio segundo a mais para carregar. Somente meio segundo faz toda a diferença!

Logo, se considerarmos que a primeira impressão realmente é a que fica, a performance de seu site é tão importante — quando não até mais — que o conteúdo dele por si só. Após a atração, a qual pode ter sido conquistada de diferentes maneiras, incluindo as redes sociais, é a performance que vai melhorar a experiência do usuário com o seu site, ajudando com a conquista de um potencial cliente.

E por falar em experiência do usuário… Ela é um dos principais fatores de ranqueamento considerados pelo Google, junto com a própria performance de sites e entre outros. Isso cria um ciclo positivo de resultados: a boa performance faz o site aparecer para os usuários, os quais ficam mais satisfeitos (ficando por mais tempo e acessando mais páginas); o Google percebe e faz com que o site apareça ainda mais, fechando, por fim, o círculo.

 

E é exatamente por isso que uma boa performance de sites é tão indispensável para quem quer ter autoridade no mundo digital.

 

Fatores que contribuem com a performance de sites

Contudo, de nada adianta a WEBi te falar sobre a importância da performance de sites sem mostrar como ela pode ser melhorada, não acha? A verdade é que — bons programadores podem, inclusive, confirmar — existem diversas maneiras de melhorar a performance de um site e, consequentemente, os resultados que ele alcança.

Confira com a gente alguns dos principais passos para aumentar a performance de sites:

 

1. Minificação de JavaScript e CSS: Basicamente, minificar é tornar um código mais leve, removendo todos os trechos desnecessários e fazendo com que ele rode com maior rapidez. Ferramentas como o YUI Compressor são capazes de minificar tanto JS quanto CSS.

 

2. Otimização de imagens: Você deve saber, ou pelo menos imaginar, que imagens representam — em média — quase metade do peso de uma página. Otimizá-las, removendo metadados e sem diminuir a qualidade, é uma maneira eficiente de fazer o carregamento ser mais rápido.

 

3. Compressão de HTML: Comprimir o HTML, assim como minificar o JS e o CSS, apaga alguns espaços dispensáveis e facilita o carregamento. Aqui também pode-se fazer o uso de uma ferramenta, sendo um o grande exemplo o HTML Compressor.

 

4. Escrita de código eficiente: Problemas de estruturas em códigos mal escritos são mais um fator que afeta a performance de sites. Algo que pode ser feito aqui são as boas práticas de otimização de códigos.

 

5. Uso de ferramentas de diagnóstico: Por fim, para avaliar se todos os passos feitos anteriormente — assim como todo o resto da página — estão sendo efetivos, nunca deixe de utilizar ferramentas de diagnóstico como a PageSpeed e a YSlow.

 

Mobile — a performance de sites em celulares

Para encerrar o assunto, não podemos simplesmente ignorar o tamanho e a relevância do acesso à internet por meio dos celulares e outros dispositivos móveis na atualidade. Eles são o único meio de acesso à web para 49% dos brasileiros, enquanto a exclusividade dos computadores representa somente 4%.

Além disso, os mecanismos do Google também priorizam o celular, justamente por causa de tamanho crescimento. Com a implementação do mobile-first index, as versões mobile dos sites passaram a ser mais importantes para o ranqueamento que as desktop, aumentando ainda mais a obrigatoriedade de sites otimizados para dispositivos móveis.

Buscando disponibilizar o carregamento instantâneo das páginas — fator mais relevante na satisfação geral do usuário —, algumas ferramentas estão sendo utilizadas. A principal que não pode deixar de ser citada e utilizada é a Accelerated Mobile Pages, ou AMP. Como o próprio nome sugere, ela propicia um carregamento muito mais rápido.

Portanto, se você quer aumentar ainda mais a performance de sites, invista no mobile.

 

A melhor performance de um site só pode ser executada por quem entende do assunto. A WEBi possui 20 anos de experiência com marketing digital, sendo o desenvolvimento de sites uma de nossas especialidades. Quer sair na frente da concorrência? Então conheça nossos serviços e veja como se tornar referência no mundo online!

Gostou do texto hoje? Acompanhe a WEBi no Facebook e no Instagram para ver mais!