Como a inteligência artificial ajudará o marketing digital a decolar em 2019

Postado em 23 de janeiro de 2019 por Agência WEBI na categoria Blog

Hi people!

Com o passar dos anos, décadas e séculos, desde que o “mundo é mundo”, o homem, por sua natureza investigativa e inquieta, descobre, inventa e recria instrumentos, ferramentas e mecanismos – sempre – de modo a facilitar o seu dia a dia e o da coletividade na qual está inserido.

Como tudo começou…

Foi, mais precisamente, a partir do final do século XIX que as descobertas tecnológicas tornaram-se mais frequentes, muitas baseadas em estudos e pesquisas anteriores que davam à eletricidade e ao eletromagnetismo papéis de destaque, abrindo caminho para um universo até então desconhecido, o dos dias atuais.

 

A ciência foi avançando tão rapidamente – do estudo de campos vetoriais de modelos atômicos, passando pelo comportamento de grandes bobinas e geração de energia até chegarmos ao “invisível”, às partículas subatômicas da física quântica.

Rapidamente, tudo aconteceu. Não foi em um “piscar” de olhos, mas podemos – categoricamente – afirmar que não demorou muito tempo para o surgimento do primeiro rádio, do primeiro telefone, da primeira televisão, da primeira comunicação telemática, do primeiro computador, enfim, de tudo o que conhecemos que antecedeu às tecnologias atuais.

 

O comportamento do homem explica muita coisa, ele precisa se comunicar, seja por meio de recursos rudimentares como uma folha de papel, por meio da troca de objetos a distância ou, quem sabe, enviando e recebendo mensagens instantâneas via aplicativos de smartphones.

Nós vivemos em “bando” [haha…] – é a forma carinhosa para dizer que vivemos em sociedade, uma vez que somos seres pensantes. É o que nos diferencia dos animais. Porém, a natureza de coletividade é a mesma, uma vez que somos animais, na acepção da palavra.

 

Já que estamos em constante troca, de tudo, com os nossos pares [e sempre foi assim] – passamos por diversas transformações ao longo da história, sempre associando novas descobertas e formas de comunicação ao comportamento da indivíduo à sua época.

Todas as tecnologias desenvolvidas para fins de interação social, desde os primeiros chats em plataformas como a do UOL, passando por internet relays chats (IRCs) e softwares como o ICQ, até aplicativos para smartphones como Whatsapp e Messenger, foram muito populares em suas respectivas épocas.

 

Toda essa gama de inovações e derivações tecnológicas permite que tudo ao nosso redor seja conectivo e esteja conectado. As coisas “pensam” por si só e interagem com outros objetos também “inteligentes” [isso tudo de maneira figurativa, ok?… a WEBi não endoidou ainda! (rs)].

Estamos falando de “internet das coisas”, de realidade virtual… eita, ferro!!! Loucura total… mas isso mesmo! Até as máquinas estão aprendendo. Começamos lá atrás com a descoberta de energia elétrica e, agora, estamos aqui… falando em inteligência artificial.

 

Dessa forma, onde vamos parar?!

[Hmmm… hmmm…] nem a WEBi sabe, mas te diz como a inteligência artificial ajudará o marketing digital a obter melhores resultados em 2019.

 

Há algum tempo, grandes empresas e desenvolvedores de softwares vêm sinergicamente estudando o tema: Inteligência Artificial (IA). Talvez, esse tenha sido o grande assunto dos últimos 15 ou 10 anos.

 

Alguns conceitos: IA e marketing digital

O  marketing digital por absorver e contemplar diversas ciências e campos do conhecimento humano, como a matemática computacional e o neurobranding, é uma das principais aplicações da IA.

É certo que a IA vem revolucionando e gerando resultados incríveis às indústrias. Segundo Tiago Pereira, CEO da Data Science Company, “a inteligência artificial é a combinação de várias tecnologias, que permitem que as máquinas percebam, compreendam, atuem e aprendam por conta própria ou complementem as atividades humanas”.

Uma vez presente em um dos maiores complexos logístico-organizacionais que conhecemos [a indústria], a inteligência artificial vem promovendo uma verdadeira revolução no marketing digital e suas estratégias.

 

Agora, a WEBi te mostrará o “caminho das pedras” e como a IA será a grande sacada para a estratégia de marketing da sua empresa em 2019.

Topa encarar esse desafio conosco? Show! Demorô!

 

O que tem a ver: marketing digital e inteligência artificial?

A inteligência artificial, como podemos ver na indústria, traz os seguintes benefícios:

1- redução de erros;

2- redução de custos;

3- aumento de lucro.

 

Notou que o conceito e os benefícios da aplicação da IA em diversos processos industriais caminham paralelamente ao que pretendemos com a utilização do marketing digital em nossas estratégias empresariais? Precisão, enxugamento de custos nos processos mercadológicos e aumento de lucrotransformando visitas em oportunidades de venda. #vemprawebi

O marketing digital por meio de softwares, apps, plataformas, códigos, KPIs, métricas e testes – é capaz de avaliar com certa precisão as melhores experiências do target, lead e público de contato da empresa e direcionar ações específicas para conversão em vendas.

 

Não viemos aqui para contar historinhas… o propósito não é esse!

 

O que a WEBi quer dizer? Simples… que até pouco tempo, agências e empresas que ofereciam soluções em marketing digital não apresentavam em suas estratégias – inteligência artificial aplicada.

Só que… como o marketing digital caminha para um momento onde tudo está integrado e é “conectivo”, e os algoritmos dão as cartas em mídias e redes sociais dizendo o que é ou não importante para o público; profissionais do digital não podem simplesmente fechar os olhos e dizer: “não é comigo!”, “desconheço!”… isso acabou!

É hora de partirmos “pra” cima da inteligência artificial e fazermos vários “golaços”!

 

Perceba! Estamos falando de tecnologias como rede 5G (que ainda não é realidade no Brasil), Internet das Coisas (IoT), Big Data e Machine Learning que até [ontem] eram “papo pra maluco” e hoje já virou realidade.

 

Rumos da IA nas estratégias de marketing digital em 2019

Suporte online: os suportes online têm apresentado desempenhos cada vez mais humanizados. As demandas são recebidas, interpretadas e devolvidas ao cliente, com respostas orientadas e alto grau de precisão.

A IA, por sua natureza preditiva, auxilia às máquinas durante a análise comportamental do consumidor em sua jornada de compras, de forma a compilar dados e utilizá-los para solucionar problemas futuros, fazer publicidade, ou mesmo, ajustar perguntas e respostas para os próximos atendimentos.

Não precisamos dizer que só as empresas que integram inteligência artificial às suas práticas de marketing saem ganhando – é um grande engano! Os clientes atendidos por processos inteligentes têm as suas necessidades resolvidas, ficam satisfeitos e, muito possivelmente, são fidelizados pela marca. Todos ganham!

 

Tendências do uso de IA em marketing digital para 2019

 

1- Experiência do usuário

Como a WEBi abordou em artigos anteriores, o alinhamento perfeito entre plataformas mobile e desktop, sites responsivos e conteúdos desenvolvidos com técnicas de SEO – fazem da experiência do usuário, a melhor possível.

A partir dessa interface constante entre cliente e mídia, o marketing digital compreenderá com exatidão quais são as etapas cumpridas pelo comprador até o fechamento do negócio. Para que esse entendimento seja possível, a IA mapeará os ciclos de busca e definirá o perfil do comprador.

Os chatbots, como já mencionados ao longo do texto, serão responsáveis por atendimentos cada vez melhores aos clientes, uma vez que o ciclo de aprendizagem é constante e ininterrupto.

 

2- Retorno sobre Investimento

  • pagamentos mais ágeis;
  • maior segurança em transações online;
  • crescimento exponencial do banco de dados do cliente (comportamento do consumidor);
  • algoritmo responsivo ao comportamento do público.

 

3- Pesquisas simplificadas

Como já sabemos, a inteligência artificial – apresenta em seu rol de características – a capacidade preditiva de analisar, compreender e sugerir respostas sempre precisas às demandas do momento. Em um momento seguinte, atenderá ao usuário com um “leque” maior de opções, pois, nessa etapa, a máquina está mais inteligente. E assim, sucessivamente.  

“É a capacidade de a máquina atender às demandas com respostas melhores e mais completas sempre em que for acionada. É a curva de aprendizagem dela sendo solicitada”  

 

4- Previsibilidade

Mercados, empresas e negócios dependem intimamente dos movimentos das economias nacional e mundial. Uma coisa está ligada a outra. É uma importação aqui, uma variação cambial ali, uma intempérie climática que impactou no preço de uma determinada commodity lá ou o aceno de um governo que impacte na economia de diversos outros.

Com o emprego da inteligência artificial aplicada ao marketing digital, imprevisibilidades de mercado se tornam menos nocivas às vidas das organizações, pois as estratégias aplicadas à inteligência de negócios – agora – acontecem dentro de um escopo delimitado. Até onde a IA e sua compilação de dados e informações podem extrapolar.

“Não há mais tiro no escuro quando falamos em marketing digital, traçamos estratégias dentro da previsibilidade indicada com os recursos da IA”

 

5- Target

Partindo de todas as premissas já expostas, minerar o público-alvo de acordo com o perfil desejado pela empresa é tarefa fácil. A compilação sistemática de dados e informações alimenta uma base de dados que responde “organicamente” com o seu crescimento e a cada dinâmica de interação – consumidor x cliente – as buscas se tornam mais precisas e resolutivas.

O marketing digital compreende com eficácia dados do seu target, como: interesses, faixa etária, ticket médio de consumo, frequência, dentre outros aspectos de fundamental importância.

 

6- Fortalecimento e consolidação de marca

Sabemos que nos planejamentos de marketing digital e nas estratégias de inbound marketing, por mais “parrudos” que sejam, mesmo com a participação de profissionais experientes e rodados, se não houver investimento em plataformas como Adwords, Facebook Ads, etc. – os resultados orgânicos nem sempre ajudarão a alavancar os resultados previamente definidos.

É nessa hora que entra a inteligência artificial, coletando e analisando todos os dados do usuário a fim de auxiliar e orientar as melhores campanhas de anúncios pagos. Dessa forma, serão mais precisas e contribuirão assertivamente para o sucesso das ações.

 

Ufa! Terminou! Inteligência artificial é um tema que requer certo aprofundamento e exige um pouco mais de atenção em sua análise.

 

Mas… a WEBi tentou passar o seu recado para esse início de ano, abordando algumas das melhores práticas envolvendo IA aplicada ao marketing digital com o grande objetivo de despertar em você… a vontade de transformar visitas em oportunidades de venda!

Agora é a hora que você resolve proteger as estratégias de marketing da sua empresa acionando os Heróis da WEBi. Enquanto isso, estamos na Sala de Justiça pensando nas melhores soluções para o seu negócio. #vemprawebi. Fale conosco!